compartilhe>

Sedes do SIFUSPESP permanecem com atendimento somente à distância, enquanto servidores do grupo de risco para o coronavírus devem aguardar nova resolução para permanecerem afastados do trabalho

 por Giovanni Giocondo

O governo de São Paulo prorrogou a quarentena em todo o Estado até o dia 6 de setembro. Em anúncio feito nesta sexta-feira (21), o Palácio dos Bandeirantes informou que, pela primeira vez desde que foi decretado o estado de calamidade pública em virtude da pandemia do coronavírus e criado o Plano SP - que estabelecia as etapas de avanço da flexibilização das atividades econômicas, em março - nenhuma das regiões do Estado ficou na fase vermelha, considerada a mais restritiva de todas.

Apesar dessa nova flexibilização, o SIFUSPESP continuará com atendimento somente à distância, com o objetivo de respeitar as regras de isolamento, evitar aglomerações nas sedes e nos pontos de apoio e garantir a boa saúde de seus funcionários, diretores e de toda a categoria, que segue na linha de frente do combate à COVID-19 atuando sem cessar dentro das unidades prisionais paulistas.

Nesse sentido, deve ser publicada neste sábado (22) no Diário Oficial do Estado, conforme tem sido de praxe, nova resolução da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) que prorroga também até 6 de setembro o prazo para o afastamento dos servidores que fazem parte do grupo de risco para o coronavírus, entre eles idosos, gestantes e portadores de doenças crônicas, como diabetes, problemas respiratórios e do coração.

Desde a primeira morte registrada pelo coronavírus em São Paulo, em março, mais de 28 mil pessoas faleceram vítima da COVID-19 no Estado, com uma média diária que supera os 200 óbitos. Entre os trabalhadores penitenciários, 28 já perderam a vida, de acordo com informações obtidas pelo SIFUSPESP, com 517 casos confirmados em testes rápidos, 713 em exame PCR e 233 suspeitos com afastamento. Entre os detentos, já são 22 óbitos e 3.784 diagnósticos positivos nos testes rápidos, de acordo com dados informados pela SAP.

Atendimento à distância

Todos os serviços fornecidos pelo sindicato, entre eles o do Departamento Jurídico, a imprensa, a secretaria e os convênios continuam funcionando normalmente,  mesmo à distância. Para qualquer solicitação, basta enviar uma  mensagem pelo Whatsapp (11) 94054-8179. O  associado que precisar de contato direto com os advogados também pode fazê-lo pelo whatsapp, em qualquer um dos números abaixo, enviando mensagem para :

São Paulo: (11) 94054-8179

Araraquara: (16) 97400-7882

Avaré: (14) 97400-6790/ 16 99765-4345

Baixada Santista: (13) 98219-1139

Bauru: (14) 99777-7779

Campinas: (19) 99364-2105

Franco da Rocha: (11) 99869-4639

Itapetininga: (15) 99810-3303

Mirandópolis: (18) 99172-1592

Presidente Prudente: (18) 99794-0582

Presidente Venceslau: (18) 3272-3312

Ribeirão Preto: (16) 99393-9954

São José do Rio Preto: (17) 98172-0855

Sorocaba: (15) 3211-1838

Vale do Paraíba: (12) 99772-7036

Direção e Comunicação em plantão

A diretoria do SIFUSPESP segue de plantão e à disposição de toda a categoria, assim como o Departamento de Comunicação, principalmente para o envio de denúncias, como de falta de equipamentos de proteção individual (EPI) e dificuldades para afastamento do grupo de risco nas unidades. Nestes e em outros casos em que é preciso denunciar, envie sua mensagem para o Whatsapp (11) 99222-9118, ao e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou ainda na página do sindicato no Facebook: www.facebook.com/sifuspespsindicato

Atendimento psicológico gratuito

Preocupado com o bem-estar e com a saúde mental dos servidores penitenciários, o sindicato também continua oferecendo o serviço gratuito de escuta enquanto durar crise do coronavírus, com sessões agendadas previamente e realizadas por Skype com a psicanalista e educadora social Veridiana Dirienzo. 

Para agendamento, envie mensagem ao Whatsapp (11) 99223-9065, informando nome completo e telefone para contato. A psicanalista entrará em contato para marcar o dia e horário mais adequados à realização do atendimento.