compartilhe>

Webinário “Sistema prisional e COVID-19: Impactos sobre um cenário de crise permanente” terá transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta terça-feira (21), a partir das 17h

 

por Giovanni Giocondo

O Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (SIFUSPESP) e o Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da Universidade de São Paulo (USP) promovem nesta terça-feira (21), a partir das 17h, um debate ao vivo para tratar dos impactos do coronavírus no sistema prisional. A transmissão do webinário acontece através deste link, via aplicativo Zoom, no Facebook do sindicato e também no canal do NEV no Youtube.

Diante dos riscos de uma crise permanente que se já está instalada, e que pode piorar frente à superlotação e ao ambiente insalubre das prisões a partir da pandemia da COVID-19, trabalhadores e pesquisadores pretendem abordar a endemia de problemas que atingem o sistema e propor caminhos para a superação desse panorama caótico que afeta servidores, detentos, seus familiares e toda a sociedade brasileira.

Sistema prisional e COVID-19: Impactos sobre um cenário de crise permanente vai reunir o presidente do SIFUSPESP, Fábio Jabá;  o professor Sérgio Adorno, coordenador do Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID/NEV), além da professora Camila Dias, da Universidade Federal do ABC (UFABC) e pesquisadora associada ao NEV. O debate será mediado por Giane Silvestre, pesquisadora de pós-doutorado do NEV.

Para o presidente do SIFUSPESP, Fábio Jabá, ampliar o alcance do debate sobre o sistema para fora das grades pode melhorar o entendimento dos servidores a respeito do seu próprio cotidiano, por criar “novas perspectivas vindas de estudiosos que há décadas se debruçam sobre o universo da violência tão presente nas prisões”.

Na opinião do sindicalista, os trabalhos do NEV/USP “dialogam com o olhar que o sindicato possui, de tornar o ambiente prisional mais sustentável e digno, sobretudo em um momento tão difícil que se atravessa com a crise do coronavírus”, e por esse motivo representam parte dos anseios da categoria em se buscar um espaço de trabalho menos propenso aos danos que décadas de falta de estrutura podem causar em meio a uma pandemia tão grave e de proporções ainda inimagináveis dentro dos muros.

Já a Drª Camila Dias espera que o webinário seja uma ponte para estabelecer e aprofundar um diálogo entre o NEV e os servidores do sistema carcerário, e refletir sobre melhores condições de trabalho e, em consequência, de condições mais humanizadas nas prisões para todos.

“Articular o conhecimento acadêmico com o conhecimento e a experiência profissionais é essencial para a construção de políticas, propostas e caminhos que permitam reduzir as graves violações de direitos humanos que envolvem a população carcerária e também os servidores do sistema prisional. Desta forma, estamos confiantes que este será um espaço importante para ouvir os servidores do sistema carcerário e pensar em formas através das quais a universidade pode ser parceira nessa reflexão”, pondera a pesquisadora.

Acompanhe ao vivo e participe mandando perguntas. Sistema prisional e os impactos da Covid-19. É nesta terça-feira, às 17h.