compartilhe>

O Dia da Liberdade de Imprensa no Brasil é neste domingo, 7 de junho, data em que, infelizmente, não há nada a comemorar ou celebrar. Como outras ocasiões, no cenário atual é um dia de luta pela verdade, pela veracidade das notícias e mais do que isso, do direito à informação. 

A polêmica mais recente em torno da divulgação dos casos de coronavírus pelo governo federal é um exemplo de como estamos distantes de efetivar o direito dos cidadãos e cidadãs à informação - direito este que muitos não sabem, mas que está na Artigo 5º da Constituição Federal brasileira, que garante a todos o acesso à informação. Está também na Declaração Universal dos Direitos Humanos, que garante tanto a liberdade de opinião e expressão, como a de receber e transmitir informações “por quaisquer meios e independentemente de fronteiras”. 

Sem liberdade de imprensa, esses direitos são prejudicados. É o acesso à informação que permite à população, a cada um e a cada uma, deliberar e decidir sobre a própria vida, sobre o que fazer ou não. É o acesso à informação que garante a própria democracia. 

Sem liberdade de imprensa, o coronavírus no sistema prisional não seria de conhecimento da sociedade como é atualmente, graças às dezenas de matérias que o próprio SIFUSPESP têm pautado e que são fundamentais na luta em defesa e proteção da categoria frente à COVID-19. 

Em tempos de pandemia, com uma doença fatal matando milhares de pessoas ao redor do mundo e, ao mesmo tempo, com um mar de notícias falsas circulando na internet, é o trabalho dos e das jornalistas que permite investigar, esclarecer, ouvir diferentes fontes e divulgar notícias que literalmente podem salvar vidas. 

O SIFUSPESP parabeniza o trabalho e a dedicação dos profissionais de comunicação que sempre enfrentaram um cotidiano complexo, mas que na conjuntura atual têm desafios ainda maiores e mesmo assim seguem com afinco. 

Não importa se governos à direita ou à esquerda estão em questão. A realidade é que toda e qualquer tentativa de cercear a liberdade de imprensa tira do povo brasileiro um direito legítimo, constitucional e universal. 

Fábio César Ferreira
Presidente - SIFUSPESP