compartilhe>

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre as apreensões realizadas por agentes no último final de semana, 24 e 25 de novembro, antes da entrada em presídios de todo o estado de São Paulo.

Todos os casos foram registrados por meio de boletim de ocorrência e os visitantes flagrados foram automaticamente suspensos do rol de visitas.

Em cada uma das apreensões, os presos foram isolados e respondem a Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade daqueles que receberiam os materiais ilícitos.

 

Cerqueira César

No dia 25 na Penitenciária de Cerqueira César, durante o horário de saída das visitantes, após verificação foi encontrado um bilhete escondido junto as vestimentas de visitante que fazia referência a cobrança de uma dívida.

Bauru

No Centro de Progressão Penitenciária “Dr Eduardo de Oliveira Vianna” de Bauru, no dia 24, ao proceder revista nos pertences dos visitantes da Unidade, o Agente de Segurança Penitenciária logrou êxito ao localizar escondida em uma calça jeans um invólucro contendo substância verde análoga a maconha.

 

Também no dia 24, no Centro de Detenção Provisória “ASP Francisco Carlos Caneschi” de Bauru, ao realizar a inspeção de visitante através do sistema de escaneamento corporal, foi visualizado a imagem de um objeto introduzido em seu órgão genital e, ao ser indagada confirmou que havia introduzido uma porção de maconha a qual, após ser encaminhada a uma sala reservada, retirou voluntariamente um involucro contendo substância.

Taiúva

No Centro de Detenção Provisória de Taiúva, no dia 24, ao passar pelo aparelho de escaneamento corporal, verificou-se imagem suspeita e ao questionar a visitante, esta espontaneamente retirou de sua genitália um invólucro contendo substância análoga a "maconha".

Avanhandava

Na Penitenciária “ASP Valdic Primo Alves Junio” de Avanhandava, em 24 após a visitante ser submetido ao escaneamento corporal, a imagem da região abdominal gerou suspeita do corpo funcional e, assim houve a necessidade de encaminhamento ao Pronto Socorro para realização de um exame de raio X; já no hospital a visitante confirmou que portava drogas e no banheiro retirou espontaneamente do corpo um invólucro contendo uma substância esverdeada aparentando ser “maconha”.

Álvaro de Carvalho

O final de semana foi movimentado para os servidores da Penitenciária “Valentim Alves da Silva” de Álvaro de Carvalho com o registro de três apreensões de substancias entorpecentes de posse de visitantes. No dia 24, durante inspeção dos visitantes que adentrariam a unidade houve duas ocorrências em que o corpo funcional logrou êxito ao localizar substâncias entorpecentes.

Na primeira após a visitante ter sido submetida ao portal detector de metais, o servidor constatou certo odor característico do entorpecente conhecido popularmente como "maconha". Ao ser indagada, a visitante apresentou um enorme nervosismo e foi conduzida a uma sala reservada, onde confessou que portava uma certa quantidade de “maconha”, acondicionada no “cós” de um top que utilizava.

Em outro caso, no mesmo dia, após a visitante ter sido submetida ao portal detector de metais, foi constatado um volume anormal em seu vestuário (top). A mesma foi conduzida a uma sala reservada, onde após uma análise minuciosa constatou-se uma certa quantidade de substância conhecida como “cocaína”, acondicionada no “cós” do top.

Já no dia 25 outra visita fora flagrada durante passagem no equipamento de escaneamento corporal, momento que foi visualizado uma imagem suspeita na altura da região pélvica. Ao ser questionada a mesma apresentou um certo nervosismo, sendo então conduzida até uma sala reservada, onde confessou que havia recebido um invólucro de uma outra visitante que não sabe identificar, e em troca de vantagem pecuniária o introduziu em sua genitália tentando assim burlar os meios de inspeção. Após estes relatos espontaneamente resolveu apresentar o mencionado invólucro que ao ser aberto, ficou evidenciado a existência de 08 (oito) folhas de papel com anotações diversas.

  

Pirajuí

Na Penitenciária II “Luiz Gonzaga Vieira” de Pirajuí também foi grande a movimentação no final de semana com o registro de duas apreensões de entorpecentes no dia 25.

No primeiro caso foi detectada através do equipamento de escaneamento corporal uma imagem suspeita na região pélvica da visitante, e após ser questionada referida senhora foi conduzida à uma sala reservada onde retirou espontaneamente de seu corpo um invólucro de cor parda que acondicionava as substâncias entorpecente conhecida como "Maconha" e “Cocaína”.

Franca

Na Penitenciária de Franca no sábado e no domingo foram flagrados visitantes tentando adentrar a unidade prisional portando material ilícitos. No dia 24 ao submeter a visitante ao escaneamento corporal foi constatado uma imagem estranha e questionada a visitante negou, a princípio, que portara algo de irregular, permanecendo na sala dos aparelhos de escaneamento corporal. Após ser novamente submetida a escaneamento corporal e ainda apresentando a mesma imagem, a visitante relatou que havia algo introduzido em seu corpo e voluntariamente retirou de seu corpo um invólucro que continha substância esverdeada semelhante a maconha.

No dia 25 após passagem pelo aparelho de escaneamento corporal verificou-se algo de anormal na imagem gerada. Questionada, a visitante, voluntariamente retirou de seu corpo um invólucro que continha substância esverdeada semelhante a maconha.

Bernardino de Campos

Na Penitenciária de Bernardino de Campos no dia 24 durante os procedimentos de revista de visitante foi identificado visualmente mesmo antes de passar pelo aparelho de escaneamento corporal, na região da cintura que havia um pequeno volume no cós da calça, motivo pelo qual foi detectada a presença de um objeto estranho, assim, a mesma confessou estar trazendo no cós de sua calça erva esverdeada, aparentando ser “maconha”.

Serra Azul

Na Penitenciária II de Serra Azul, em 25/11, a entrada de visitantes transcorria normalmente quando os servidores ao realizarem revista na sacola trazida por visitante encontraram fragmentos de coloração esverdeada análoga a substância entorpecente denominada “maconha”, em um recipiente misturada com macarrão.

Leia a matéria:

http://www.sap.sp.gov.br/noticias/pauta-27-11-18.html#top