compartilhe>

O agente penitenciário Roberto Murilo Almeida de Oliveira, de 37 anos, foi morto a tiros por um detento ao tentar impedir a fuga do sentenciado na manhã desta segunda-feira, 19/03, no Complexo Prisional do Curado, que fica em Recife, capital de Pernambuco. O servidor deixa a mulher grávida e um filho.

De acordo com o Sindasp-PE, o local sofre com alto déficit de funcionários, o que aumenta a insegurança de todos os que trabalham na unidade. Pernambuco possui 30 mil presos para um quadro de apenas 1,5 mil agentes, com média de 20 detentos para cada servidor, considerada a pior média do Brasil para o setor.

Veja mais em: https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/agente-penitenciario-morre-apos-confusao-em-unidade-do-complexo-prisional-do-curado.ghtml